Voltar topo
Assessoria Mediática
2013

Francisco de Goya Gravuras

As três célebres séries de gravuras do grande mestre espanhol Francisco de Goya – Os Caprichos, Os Desastres da Guerra e Provérbios – foram apresentadas pela primeira vez em Portugal no Centro Cultural de Cascais.

Goya é sinónimo de revolução. Estabeleceu um antes e um depois no desenvolvimento da pintura, convertendo-a na peça chave e indispensável do nascimento da Arte Moderna. Se a arte académica representava a tradição, o experimentalismo de Goya é a antítese dessa mesma tradição.

A Guerra da Independência Espanhola deixou marcas profundas em Goya que, com a série Desastres da Guerra, mostra o lado cru e verdadeiramente dramático da guerra, por oposição à tradicional glorificação dos vitoriosos.

Na série Os Caprichos retrata “os erros e vícios humanos”, segundo o próprio, expondo, de forma satírica, a sociedade espanhola da época.

A última das suas grandes séries de gravuras intitula-se Disparates ou Provérbios, indiscutivelmente as águas-fortes mais misteriosas da sua produção. O seu significado foi objecto de numerosas interpretações.

Outros Dados:
Apresentação em Portugal: Fundação D. Luís I
Centro Cultural de Cascais, Cascais
29 de Junho a 8 de Setembro de 2013

Fotografias da galeria gentilmente cedidas pela Fundação D. Luís I / Nuno Lemos.

Subscrever Newsletter