Voltar topo

Exposição Frida Kahlo – As Suas Fotografias é apresentada pela primeira vez no Porto

A exposição Frida Kahlo – As Suas Fotografias vai estar patente pela primeira vez no Porto, no Centro Português de Fotografia, de 6 de Julho a 4 de Novembro de 2018. A mostra com a curadoria de Pablo Ortiz Monasterio, reconhecido fotógrafo mexicano, foi produzida graças a Hilda Trujillo Soto, directora do Museu Frida Kahlo, na Cidade do México.

Frida Kahlo (1907-1954), uma das figuras mais marcantes do século XX, é sobretudo conhecida pela sua biografia turbulenta e pelos quadros surrealistas e repletos de referências às tradições do México, mas poucos sabem que Frida era uma apaixonada por fotografia. Ao longo da sua breve vida, a artista juntou mais de seis mil fotografias, que ficaram guardadas num arquivo pessoal até muito recentemente. Desbravado o imenso espólio, foram selecionadas 241 fotografias inéditas que não só representam diversas fases e pessoas da vida de Frida, como constituíam igualmente objectos da sua afeição pessoal. Para ela, a fotografia era uma preciosa relíquia do passado, um objecto para acarinhar e um poderoso instrumento de trabalho criativo.

A exposição está tematicamente dividida em seis secções: As Origens; A Casa Azul; Política, Revoluções e Diego; O Corpo Acidentado; Os Amores; e Fotografia. Para além do valor histórico e artístico destas fotografias, algumas delas são também valiosas por serem da autoria de fotógrafos célebres que eram amigos de Frida – entre eles, Man Ray, Martin Munkácsi, Edward Weston, Brassaï, Tina Modotti, Pierre Verger e Manuel Álvarez Bravo.

Frida Kahlo – As Suas Fotografias tem tido um imenso sucesso em todos os locais em que é apresentada. A primeira apresentação foi no próprio Museu Frida Kahlo, na Cidade do México em 2009. Foi depois apresentada noutros países europeus (Polónia, Portugal e Alemanha),  na América do Norte, onde foi exposta em diversos venues nos Estados Unidos e novamente no México, na América o Sul (duas vezes no Brasil) e na Nova Zelândia. O mais recente destino da exposição foi o Glenbow Museum, em Calgary, no Canadá, onde contou com mais de 50.000 visitantes em três meses e meio de apresentação.

Subscrever Newsletter